Efeitos Secundários do Cialis (Tadalafil)

O Cialis é um medicamento desenvolvido pela Lilly Pharma para o tratamento da disfunção erétil. Está no mercado desde 2003.

Informação e Uso do Cialis

O Cialis é um medicamento sujeito a receita médica destinado a ser utilizado por adultos com disfunção erétil e alguns casos para controlo da Hiperplasia Benigna da Próstata. A sua substância ativa é o tadalafil e está disponível em forma de comprimido revestido por película nas doses de 5mg (Cialis Diário) ou 10 ou 20mg (Cialis uso Ocasional).

Tadalafil pertence a um grupo de fármacos chamado inibidores da fosfodiasterise tipo 5, isto é, inibidores de PDE5. O Cialis funciona ao relaxar a vasculatura do pénis, o que permite a ereção cerca de meia hora após a administração do medicamento.

No entanto, os seus efeitos não estão exclusivamente limitados ao pénis , por exemplo, o Cialis pode ter um efeito de redução da hipertensão arterial. Outros efeitos secundários também são possíveis. Saiba mais abaixo.

Efeitos Secundários de Cialis

Existem diversos efeitos secundários associados à utilização do Cialis, mais precisamente ligados ao tadalafil, que é o ingrediente ativo deste medicamento.

Efeitos Secundários mais Comuns do Cialis

Os efeitos mais comuns da utilização do Cialis são:

  • dor de cabeça;
  • indigestão;
  • enjoo;
  • dor no estômago;
  • taquicardia.

Efeitos Secundários menos Comuns

Além destes, alguns outros efeitos podem ser relacionados ao uso do Cialis. Mesmo que não sejam tão comuns, é recomendável consultar um médico assim que algum destes sintomas for detectado:

  • dor nas costas e braços;
  • visão turva;
  • dor ou desconforto no peito;
  • confusão mental;
  • náuseas;
  • sistema nervoso alterado;
  • dor no pescoço;
  • sensação de cansaço excessivo;
  • fraqueza excessiva;
  • vômitos.

Efeitos Secundários Raros e Muito Raros Cialis

Outro efeito colateral associado à utilização deste remédio é a dor no membro sexual masculino ou a ereção prolongada. Embora estes sejam considerados efeitos relacionados ao uso do Cialis, eles são raros.

A utilização de qualquer medicamento acarreta efeitos secundários, sendo estes comprovados e alguns permanecem ainda uma incógnita. O Cialis também conta com efeitos de incidência desconhecida, ou seja, não há registros clínicos de que o Cialis seja capaz de provocar os efeitos que serão citados a seguir:

  • dor abdominal ou no estômago;
  • tosse;
  • diminuição ou mudanças consideráveis na visão;
  • dificuldade / incapacidade de falar;
  • visão dupla;
  • dificuldade ou incapacidade de mexer os braços, pernas e musculatura facial;
  • olhos vermelhos irritados;
  • lesões vermelhas na pele;
  • fala lenta;
  • morte por parada cardíaca.

Efeitos Secundários que não necessitam intervenção médica

Todos os efeitos citados anteriormente precisam ser informados ao médico imediatamente após o seu aparecimento. No entanto, há efeitos comuns ao tratamento. Isto é, situações desagradáveis fruto do começo da ingestão de Cialis. Veja quais são os efeitos que não precisam de atendimento médico:

Mais comuns:

  • desconforto estomacal ou dor no estômago;
  • acidez estomacal (azia).

Menos comuns:

  • sangramento nasal;
  • dores no corpo;
  • congestão;
  • dificuldade de movimento;
  • boca seca;
  • sonolência;
  • dor nos olhos;
  • febre;
  • aumento da ereção;
  • congestão nasal;
  • dor no pescoço.

Como evitar os efeitos secundários de Cialis

A primeira medida de prevenção é informar ao seu médico caso padeça de alguma doença crônica ou aguda. Além disso, é extremamente importante informar acerca do consumo de outros medicamentos ou da realização de algum tratamento, pois diversos fármacos possuem interação medicamentosa com o Cialis.

Uma questão relevante que deve ser informada ao profissional da saúde antes de iniciar o tratamento com o Cialis é se a pessoa possui alguma disfunção cardíaca, já que este medicamento interfere diretamente com a atividade circulatória. Ou seja, ele aumenta o nível da atividade cardíaca para dar conta do envio de mais fluxo sanguíneo para a região genital. Pacientes cardíacos devem evitar consumir este medicamento nos seguintes casos:

  • obstrução do canal de saída do ventrículo esquerdo;
  • afecções relacionadas ao desempenho das válvulas cardíacas;
  • músculo cardíaco em condições estruturais alteradas.

Contraindicações do Cialis

É contraindicada a utilização do Cialis em pessoas que possuem sérias restrições ao consumo de Tadalafil. As reações causadas pela hipersensibilidade ao remédio devem ser informadas, tais como síndrome de Stevens-Johnson e eritodermatite. Outro ponto relevante é que a administração do Cialis está expressamente contraindicada para pessoas que fazem uso de qualquer forma e variação do nitrato orgânico. Neste sentido, o Cialis age aumentando a ação hipotensora dessas substâncias, podendo ocasionar perigosos eventos de pressão baixa.

Cialis não é recomendável para pessoas com histórico de ataque cardíaco, infarto, angina, pressão alta, frequência cardíaca alterada, problemas no fígado e retina.

Cialis pode ser combinado com outros remédios para a disfunção erétil ou impotência sexual?

Ainda não há comprovação científica sobre a interferência de Cialis em tratamentos complementares. No entanto, acredita-se que ele possa contribuir para potencializar os efeitos hipotensores dos medicamentos, ou seja, o nível da pressão poderia chegar a patamares mínimos perigosos. Por esse motivo, o uso do Cialis não é recomendado para quem já esteja fazendo uso de medicamentos para cuidar da disfunção erétil.

Caso a pessoa deseje iniciar um tratamento com Cialis, é necessário que ela priorize a sua utilização e converse com o médico a respeito de suas dúvidas. O profissional da saúde especialista em disfunções do tipo poderá informar se para o caso do paciente é indicado o uso de Cialis.

Saiba mais sobre o Cialis na página parceira da 121doc!

Cialis 10 e 20mg